O FIES, Fundo de Financiamento Estudantil, é um programa criado pelo MEC com o objetivo de auxiliar estudantes que não têm condições de arcar com todas as responsabilidades financeiras de instituição privada de nível superior.

Para recorrer ao FIES basta que estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitos realizem as inscrições Fies 2020 dentro do prazo determinado pelo governo. Vale destacar que as Instituições privadas precisam ter tido avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Está interessado em realizar sua inscrição Fies, então continue lendo nosso artigo para que você anote os detalhes de como participar do programa. Confira agora mesmo!

Inscrições FIES 2020

Para realizar a inscrição FIES 2020 o estudante precisa, apenas, ter um computador com acesso à internet. Tudo é feito através do Sistema de Seleção do FIES, o SisFIES. Em apenas alguns cliques, você terá realizado a sua inscrição. Veja a seguir um passo com informações detalhadas de como solicitar o financiamento.


Passo 1: Inscrição no Sistema de Seleção do Fies (Fies Seleção). Acesse o site oficial do FIES e informe todos os dados solicitados. No primeiro acesso, o estudante informará seu CPF, sua data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrará uma senha que será utilizada sempre que o estudante acessar o Sistema.

INSCRIÇÕES FIES 2020


Passo 2: Inscrição no SisFIES. O estudante que for pré-selecionado deverá acessar o sistema e efetivar sua inscrição, em até 5 (cinco) dias corridos a contar da divulgação de sua pré-seleção.


Passo 3: Validação das informações. Após concluir sua inscrição, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A CPSA é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.


Passo 4: Contratação do financiamento. Após a validação das informações, o estudante ou o seu fiador deverá comparecer a um agente financeiro do FIES em até 10 (dez) dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento.


No passo a passo, foi citado que após a validação das informações o fiador, caso seja o caso, deve comparecer a um agente financeiro do FIES. Para que este conteúdo seja ainda mais detalhada, trazemos a seguir a informação de quem não pode ser fiador. Fique atento!

  • Cônjuge ou companheiro (a) do estudante;
  • Estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo — PEC/CREDUC, salvo no caso de quitação total do financiamento;
  • Cidadão estrangeiro, exceto cidadão português que comprovadamente possua a concessão dos benefícios do Estatuto da Igualdade, conforme Decreto nº 3.927, de 19 de setembro de 2001, comprovada por meio da carteira de identidade de estrangeiro emitida pelo Ministério da Justiça;
  • Estudante que possua financiamento vigente concedido no âmbito do FIES.

Vale citar que, de acordo com o MEC, no site oficial do FIES em http://sisfiesportal.mec.gov.br/, os prazos para validação da documentação junto à CPSA e para comparecimento à instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFIES e da validação da inscrição na CPSA, respectivamente, e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados.

Quem pode se inscrever no FIES?

No Novo Fies, podem participar estudantes graduados e não-graduados de todo o país, com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. Veja a seguir, os demais requisitos.

FIES INSCRIÇÕES

  • Ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas;
  • Não ter zerado a redação do Enem.

Os financiamentos são distribuídos entre os candidatos que possuem a maior nota do Enem. Naturalmente, quanto mais alta a nota, maiores são as chances de conquistar o financiamento. Os cursos mais concorridos são Medicina, Odontologia, Psicologia e Engenharia.

Há muitos benefícios no FIES. Os juros, por exemplo, são abaixo do valor do mercado e o prazo para pagamento é bem generoso. Além disso, durante o período do curso, o estudante paga apenas uma pequena taxa trimestral. A dívida só começa a ser cobrada depois da formatura, a partir do momento em que o beneficiário conseguir um emprego.


Esperamos que as informações acima tenha sido bastante claras, mas se você ainda tiver alguma dúvida sobre o Programa de Financiamento, por favor, deixe sua mensagem para que possamos responder o mais rápido possível. Boa sorte!